Textos: Ciências Humanas


reflexões sobre a condição humana

Levi-Strauss

"Do mundo, não se pode pura e simplesmente dizer que é;  ele é na forma de uma assimetria primeira, que se manifesta diversamente conforme a perspectiva adotada para apreendê-lo: entre alto e baixo, céu e terra, terra firme e água, perto e longe, esquerda e direita, macho e fêmea, etc. Essa disparidade inerente ao real põe em marcha a especulação mítica porque condiciona, aquém do pensamento, a existência de todo objeto de pensamento.[...] A questão da gênese do mito se confunde, portanto, com a do próprio pensamento, cuja experiência constitutiva não é a de uma oposição entre eu e o outro, mas do outro apreendido como oposição. Na falta dessa propriedade intrínseca — a única, na verdade, absolutamente dada — nenhuma tomada de consciência constitutiva do eu seria possível. Não sendo apreensível como relação, o ser equivaleria ao nada. As condições de surgimento do mito são, pois, as mesmas de todo pensamento, já que esse não pode ser senão o pensamento de um objeto, e um objeto só o é, por mais simples e despojado que se o conceba, pelo fato de constituir o sujeito como sujeito e a própria consciência como consciência de uma relação."
Levi-Strauss - "O homem nu" - 03nov09