www1.folha.uol.com.br/colunas/miriangoldenberg/2018/05/todos-os-parasitas-que-nos-rondam.shtml

Todos os parasitas que nos rondam

Muitas espécies estão em extinção. Outras, porém, só se multiplicam, como a dos parasitas. É impossível classificar todos os tipos, mas alguns exemplos são:

1. O parasita dos pais: filhos e filhas adultos que ainda moram na casa dos pais e são sustentados por eles. São "artistas incompreendidos", que um belo dia "serão descobertos, farão sucesso e ganharão muito dinheiro". Acham que são moralmente superiores, pois "não se venderam ao sistema".

2. O parasita dos filhos: mães e pais que fazem chantagem emocional: "Eu me sacrifiquei tanto para criar vocês e agora só recebo migalhas e patadas", "Vocês nunca têm tempo para mim". Estão sempre reclamando: "Meus filhos são uns ingratos". Apesar dos filhos serem muito presentes, darem muito amor, atenção (e, muitas vezes, dinheiro), nunca é o suficiente.

3. O parasita dos amigos: sempre pede eletrônicos, cremes e perfumes quando os amigos viajam para o exterior e nunca paga nada. Pede dinheiro emprestado e "esquece" de devolver. Gosta de ter amigos famosos para ir a festas, peças de teatro e shows de graça.

4. O parasita dos cônjuges: esposas e maridos que não trabalham e estão sempre procurando um emprego, mas não encontram algo que "vale a pena". Não contribuem para as despesas e não ajudam nos serviços domésticos. Estão sempre "estudando para um concurso público", mas não conseguem passar em nada.

Parece que os parasitas estão em todos os lugares. São tão importantes, especiais e extraordinários que acham que todos deveriam ter prazer de fazer tudo por eles. Afinal, se são tão superiores às demais espécies por que iriam se sujeitar a trabalhar em qualquer coisa só para ganhar dinheiro e se sustentar?

Por que ser o responsável pela própria vida se outras pessoas têm a obrigação --e o privilégio-- de cumprir esse papel?

Você também tem um parasita para chamar de seu?

Mirian Goldenberg É antropóloga e professora da UFRJ. É autora de 'Coroas: corpo, envelhecimento, casamento e infidelidade'.