psicologia clinica florianopolis

Psicoterapia


algumas idéias & pensamentos

Espaço (im)paciente

Alugns pensamentos enviados por pacientes e internautas.

Amar


"Amar é colocar as necessidades do ente amado acima das próprias necessidades".

Relação e Amor


... descobri que estar com alguém, é muito mais do que dizer "estou", tem haver com dedicação... muita dedicação...
Essa dedicação exigida pelo outro não é pegação no pé ou exagero, mas algo essencial para haver uma relação real...
Descobri que isso é muito difícil pra mim.
Mexe nas minhas entranhas, na minha história e no que faço no dia a dia.
E agora?! Agora me questiono sobre minha verdadeira capacidade de amar.

p.m.a. 2012



Última noite de Boris Grushenko


"Amar é sofrer. Para evitar o sofrimento, não se deve amar. Mas, então, sofre-se por não amar. Portanto, amar é sofrer, não amar também é sofrer, sofrer é sofrer. Ser feliz é amar; logo, ser feliz é sofrer. Mas o sofrimento deixa a gente infeliz, portanto para ser infeliz deve-se amar, ou amar para sofrer, ou sofrer por excesso de felicidade. Espero que você esteja entendendo".

Woody Allen



Grandes Esperanças


"... é terrível sentir vergonha do próprio lar ..."
"... it is the most miserable thing to feel ashamed of home ..."

Dickens



O gosto da traição


"... anos passam, passam rapido
anos se passaram desde que ele se foi,
mesmo assim,
cada novo amor tem gosto de traição."

a.m.2016



Descobrimos


PC - fase interessante do Brasil, tantos podres vindo pra superfície. Que todos sabiam, mas agora não sai das primeiras páginas dos jornais, como se tivéssemos acabado de descobrir.
RJ - acho que estamos descobrindo ... entretanto creio que a descoberta seja outra ... "descobrimos que nao precisa ser assim, todos resignados em suas sabedorias" ... creio que é um belo exemplo de inercia, a ditadura acabou em 88 e precisamos 1/4 de seculo para descobrir os ares da democracia ...

PC - RJ 2016



Acabou, minha amiga se foi!


tinha uma simplicidade e um invejavel modo, bem particular, de resolver as coisas.
tudo ia acontecendo devagarinho e quando ia ver tudo estava encaminhado,
de mansinho, sem alardes ... fazia fazendo.
... é ela manteve a coerência, como veio, como viveu, se foi!

l.p.a. 1483623000



O mundo


O mundo quebra a todos,
e depois muitos ficam mais fortes nas fraturas.
Mas àqueles que não consegue quebrar, ele os mata.

Ernest Hemingway



"He Wishes for the Cloths of Heaven"


"Had I the heavens' embroidered cloths
Enwrought with golden and silver light
The blue and the dim and the dark cloths
Of night and light and the half-light
I would spread the cloths under your feet:
But I, being poor, have only my dreams
I have spread my dreams under your feet
Tread softly because you tread on my dreams."

"Tivesse eu as roupas bordadas do paraíso
tecidas com luz dourada e prateada
o azul e o escuro e os negros panos da noite
e a luz e as metades-luzes
eu espalharia essas roupas sob os teus pés.
Mas, sendo pobre, tenho apenas os meus sonhos.
Eu tenho espalhado os meus sonhos sob os teus pés.
Por isso, pise suavemente;
afinal, você está andando sobre os meus sonhos".

W. B. Yeats



Fazer


"...são as pessoas que menos imaginamos
que fazem as coisas que ninguém imaginaria..."

filme "Turing"



Contar!


"Anos, amantes e taças de vinhos são coisas que não se devem contar."

filme "The Age of Adaline"



Audácia


Então a indecisão traz seus próprios adiamentos,
E dias são perdidos lamentando outros dias perdidos.
Estás a sério? Aproveite neste mesmo minuto;
O que você pode fazer, ou sonhar que pode, comece já;
A audácia tem dentro dela genialidade, poder e magia.

Johann Wolfgang von Goethe



Dinheiro


O dinheiro pode nos dar conforto e segurança, mas ele não compra uma vida feliz.
O dinheiro compra a cama, mas não o descanso.
Compra bajuladores, mas não amigos.
Compra presentes para uma mulher, mas não o seu amor.
Compra o bilhete da festa, mas não a alegria.
Paga a mensalidade da escola, mas não produz a arte de pensar.
Você precisa conquistar aquilo que o dinheiro não compra.
Caso contrário, será um miserável, ainda que seja um milionário.

A.Cury



Sprezzatura


Sprezzatura palavra italiana originária do "Livro do Cortesão" de Castiglione, definida pelo autor como "uma certa indiferença, a arte de fazer que tudo o que faz ou diz pareça ser fácil e sem esforço". A habilidade em exibir "uma facilidade fácil de realizar ações difíceis que esconde o esforço real". A Sprezzatura também foi descrita como "uma forma de ironia defensiva: a capacidade de disfarçar o que realmente desejamos, sentimos, pensamos e queremos ou pretendemos por trás de uma máscara de indiferença".

d.r. 2014



Silêncio


"Nunca rompa o silêncio se não for para melhorá-lo."

Beethoven



Pensamentos


"... após a terra ser tornada esférica, quando nos afastamos de uma determinada posição, passamos a nos aproximar desta mesma posição pelo outro lado!..."

talvez Baudrillard



Pensamentos


"... o poder revela as nossas limitações..."

Desafio


"...desafio não é agir automaticamente é encontrar uma ação que não seja automatica, na pintura, na respiração, na fala, no sexo, no ato de se apaixonar..."

filme Ex Machina



Ciências


"As ciências explicam tudo para a inteligência e nada para o coração"

Chateaubriand



Riqueza


"Há duas maneiras de um homem ser rico neste mundo - ele pode ter um monte de dinheiro, ou ele pode ter um monte de amigos; mas não pode ter ambos."

Filme Jogada de Mestre



Corredores!


"... eu estava passeando por um corredor do shopping e vi que ela estava sorrindo para mim, não dei muita importância e continuei caminhando, ao chegar mais perto ela se iluminou toda e sorriu... disfarcei, desviei o olhar e fui embora ... alguns momentos depois, o meu lado primitivo me levou ao mesmo corredor em que estava aquela presa (difícil saber quem é presa e quem é caça) ... lá estava ela, me esperando, e ao me ver, novamente, sorriu ... não tinha como não querer toca-la, não tinha como não querer mergulhar dentro dela, não tinha como não querer possui-la ... ela tinha que ser minha...
o tempo passou ... e passou ... oppss será?!!
subi ao quarto pra ver se ela ainda estava lá... não, ela não estava, pelo jeito se cansou de ser usada!!
foi assim a minha primeira compra por impulso, foi assim que gastei uma parcela substancial do meu primeiro salário, uma camisa azul com uns bordados verticais formando listras coloridas... não sei se tem boas respostas para os "toiimms" que a vida nos proporciona, para os momentos em que nosso olhar brilha ... tentar saber porque nos apaixonamos ou tentar mudar tal hábito talvez não seja a melhor solução, talvez o que nos resta seja escolher por quais corredores iremos passear!"

p.m.a. 2015



Saber & Fazer


Ao focar na ruina econômica nos esquecemos de pensar sobre as outras possiveis ruinas, saber-poder-fazer é uma delas ... aos pouquinhos, bem aos pouquinhos, sem nem nos darmos conta direito viramos bons consumidores, alguns otimos!

p.f.d.b. 2016



Nem sempre o egoísmo é maléfico


O casal conversava durante o café da manhã de suas bodas de ouro, quando a mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregou para o marido, ficando com o miolo.
Ela pensou:
- Eu sempre quis comer o miolo do pão, mas amo meu marido demais e, por cinqüenta anos, sempre dei o miolo a ele. Porém hoje quero satisfazer meu desejo. Acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida.
Para sua imediata surpresa, seu marido abriu num sorriso sem fim e ele lhe disse:
- Muito obrigado por este presente, meu amor. Durante cinqüenta anos, sempre desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, preferi deixar pra você!

Skate


e ai veio, tem horas de subir a rampa, tem horas de dropar rad, tem horas dos sangue bom num jam... mas session nao tem hora nao, eh sempre eh agora!!

p.a.c. 2015



Saker


"Don't make something unless it is both made necessary and useful;
but if it is both necessary and useful,
don't hesitate to make it beautiful."

Cigarro vs Nicotina


"O cigarro não deveria ser considerado como um produto, mas sim como um invólucro. O produto é a nicotina. Considere o maço de cigarros como um recipiente para o fornecimento diário de nicotina".

Phillip Morris, 1972



Paz


Quando o poder do amor superar o amor pelo poder, o mundo conhecerá a paz.

J.Hendrix



Máquina Antipoda


... a lógica de um acordo se assemelha com o que conhecemos de bom senso, contudo a lógica da lide dista de qualquer razoabilidade... o litígio é uma máquina de fazer antipodas, e faz!

c.m. 2015



Grupos


"os grupos salvam a nossa vida quando estamos aprendendo, aliás, os grupos nos ensinam que sempre estamos aprendendo..."

c.p. 2014



Salsichas e Leis


"Leis são comos salsichas, é melhor a gente não saber como elas são feitas."
"Gesetze sind wie Würste, man sollte besser nicht dabei sein, wenn sie gemacht werden."

O. Bismarck ou J.G. Saxe [?]



Cultura


Dois peixes jovens encontram-se casualmente com um peixe mais velho que nada na direção contrária. Este cumprimenta-os com a cabeça e lhes diz: "Bom dia, rapazes, como está a água?". Os dois peixes jovens nadam mais um pouco; depois um olha para o outro e pergunta: "Que diabos é água?"

A função da cultura.
"Como acontece com os dois peixes jovens, não nos damos conta de que é na água que vivemos cada minuto de nossa existência. Não temos consciência de que a literatura e os saberes humanísticos, a cultura e o ensino constituem o líquido amniótico ideal no qual as ideias de democracia, liberdade, justiça, laicidade, igualdade, direito à crítica, tolerância e solidariedade podem experimentar um vigoroso desenvolvimento".

Wallace, Nuccio Ordine 2014



Bebida


Todos bebiam!
Quanto mais sincronizados com nosso frenético tempo, mais bebíamos.
Não tinha fim!!!

filme Great Gatsby, 2013



Verdade


"...a verdade não se esconde atrás de frases nobres..."

Medo


"O medo é o único verdadeiro adversário da vida; só o medo pode derrotar a vida, pois ele é inteligente e traiçoeiro".

filme Pi Patel (2001)



Desafio


A verdadeira medida de um homem não se vê na forma como se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas em como se mantém em tempos de controvérsia e desafio.

M.L.King



Futuro


O futuro tem muitos nomes.
Para os fracos é o inalcansável.
Para os temerosos, o desconhecido.
Para os valentes é a oportunidade.

Victor Hugo



Simplifique


"As coisas mais simples da vida
são as mais extraordinarias..."

p.c.



Fortuna


Um sábio disse:
A riqueza de um ser humano se mede pela quantidade e qualidade dos amigos que tem.
Obrigado por fazer parte de minha fortuna!

p.n. 2012



Sobre a vida


"...eu tinha que parar de fumar, pois o meu câncer pode pegar câncer...
a minha família tá ai, você sabe que tá mal quando eles começam a te visitar...
cada manhã é especial agora, eu agradeço por isso, eu queria engarrafar essa sensação que eu tenho, o quanto é lindo cada ultimo suspiro de vida!..."

filme Flight, 2013



Passado e Futuro


"Quanto mais longe você consegue olhar o passado, mais longe que você conseguirá olhar o futuro"

W. Churchill



Amor e Ódio


"Parece-me fácil viver sem ódio, coisa que nunca senti, mas viver sem amor acho impossível."

Jorge Luiz Borges



Quase


"É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi."

Luís Fernando Veríssimo



Burrice


"Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que, às vezes, fico pensando que a burrice é uma ciência."

Rui Barbosa



Renovação


"Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira."

Cecília Meireles



White paper


"O cinema não é um ofício. É uma arte. Cinema não é um trabalho de equipe. O diretor está só diante de uma página em branco."

Jean-Luc Godard



Miséria


"Gosta-se muito mais das pessoas quando elas são abatidas por um cerco extraordinário de desgraça do que quando elas triunfam."

Virginia Woolf



Romance


A palavra romanus designava "falar como os romanos", com seus modos soltos e desprendidos.
Assim, os romances desde de sua origem remetem: a resistência as formalidades, a quebra das regras e as marcas da liberdade...

p.m.a. 2012



Beleza


O amor construído sobre a beleza morre com a beleza.

John Donne



Negação


Negação não é um riozinho... é um 'big' oceano.

g.a.s. 2012



Como se sentir miserável (como artista)


1. Constantemente se compare com outros artistas.
2. Converse com sua família sobre o que fazer e espere que eles o motivem.
3. Baseie o sucesso de sua carreira inteira em um único projeto.
4. Faça somente o que você sabe fazer.
5. Subestime os seus conhecimentos.
6. Deixe o dinheiro ditar o que você faz.
7. Curve-se às pressões sociais.
8. Apenas faça o trabalho que sua família aprecia.
9. Faça tudo que cliente/galeria/patrão/investidor pede.
10. Defina objetivos inatingíveis para serem realizados até amanhã.

in www



Amigos


Quando você amadurece,
você não perde amigos,
você descobre os verdadeiros!

in www



filme A Dama de Ferro


Dr.- ...ainda pode ser um pouco confuso, você ser obrigada a se sentir assim.
MT - O quê? O que eu sou obrigada a sentir... as pessoas nao pensam mais.
Elas sentem. Como você está se sentindo?
Não me sinto confortavel com aquilo. me desculpe, mas nós, o grupo, estava sentindo...
Sabe, um dos grandes problemas de nossa época é que
somos governados por pessoas que se importam mais com os sentimentos
do que com pensamentos e idéias.
Pensamentos e idéias. Isso me interessa.
- Pergunte-me o que eu estou pensando.
Dr.- O que você está pensando, Margaret?
MT - Cuidado com seus pensamento, pois eles se tornam palavras.
MT - Cuidado com suas palavras, pois elas se tornam ações.
MT - Cuidado com suas ações, pois elas se tornam hábitos.
MT - Cuidado com seus hábitos, pois eles se tornam o seu caráter.
MT - Cuidado com seu caráter, pois ele se torna o seu destino.
MT - O que nós pensamos, nós nos tornamos...

fonte provovável deste diálogo:
"The ideas that have influenced civilization" de Oliver Thatcher, 1901



Imortalidade


Aurora era a deusa romana do amanhecer,
ela se renovava toda manhã, ao voar pelos céus e
anunciar o novo dia.
Os seus irmãos eram o Sol e a Lua
e de seus maridos gerou quatro filhos,
os ventos Norte, Leste, Oeste e Sul.
A um de seus amantes, Tithonus, que se tornara seu marido,
Aurora pediu a Júpiter para conceder-lhe a imortalidade.
No entanto ela se esqueceu de pedir a juventude eterna,
como resultado Tithonus acabou eternamente velho...

in web



Definição de filho


"Filho é um ser que nos emprestaram
para um curso intensivo de como amar alguém
além de nós mesmos,
de como mudar nossos piores defeitos
para darmos os melhores exemplos e
de aprendermos a ter coragem.

Isto mesmo!

Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter,
porque é se expor a todo tipo de dor,
principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e
do medo de perder algo tão amado.

Perder? Como?

Não é nosso, recordam-se?
Foi apenas um empréstimo".

(talvez) José Saramago



J o b s


"Lembrar que eu logo vou estar morto é a ferramenta
mais importante que eu já encontrei para me ajudar
a fazer grandes escolhas na vida. Porque quase tudo,
toda a expectativa exterior, todo o orgulho,
todo o medo de dificuldades ou falhas,
estas coisas simplesmente somem em face da morte,
deixando apenas o que é realmente importante.
[...]
Lembrar que você vai morrer,
é a melhor maneira que eu conheço para evitar
a armadilha de achar que você tem algo a perder.
Você já está nú. Não há razão para não seguir o seu coração"

s.j.in web



Planejamento


"Planejar a infelicidade dos outros
é cavar com as próprias mãos
um abismo para si mesmo"

Chico Xavier



O AMOR NÃO TEM IDADE


"Ninguém (...seja homem ou mulher)
é bonito fisicamente, esbelto, bom de cama e
jovem pra toda vida...
a velhice vem pra todos e
com ela a solidão para os que pensam dessa forma!
Quem ama não enxerga os defeitos que o tempo trás...
mas aprende a transformá-los em motivos
para amar ainda mais!"

O LAÇO E O ABRAÇO


Meu Deus! Como é engraçado!
Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... uma fita dando voltas.
Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.
É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.
É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece?
Vai escorregando... devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.

Ah! Então, é assim o amor, a amizade.
Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora,
deixando livre as duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.

E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.
E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço.
Então o amor e a amizade são isso...

Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!

Quintana



Coríntios


O amor é muito paciente e bondoso,
nunca é invejoso ou ciumento,
nunca é presunçoso nem orgulhoso,
nunca é arrogante, nem egoísta,
nem tampouco rude.
O amor não exige que se faça o que ele quer.
Não é irritadiço, nem melindroso.
Não guarda rancor e dificilmente notará
o mal que os outros lhe fazem.
Nunca está satisfeito com a injustiça,
mas se alegra quando a verdade triunfa.
Se você amar alguém, será leal para com ele,
custe o que custar.
Sempre acreditará nele,
sempre se manterá em sua defesa.

Surfando na Pororoca


?Com o correr da vida, descobri que a filosofia é argumento,
mente persuasiva, raciocínio e pensamento lógico que desqualificam
a racionalidade inscrita na sensibilidade, a razão dos sentimentos.
E um caminho errado, na medida em que não é possível amar a existência,
se gostamos de argumentar, buscar perguntas e respostas
que procuram a dominação?

Luis Alberto Warat



A SEGUNDA VINDA


A girar e a girar, num amplo círculo,
O falcão já não ouve o falcoeiro:
As coisas desmoronam, sem um centro;
Mera anarquia alastra-se no mundo;
Cresce uma onda de sangue, e em toda parte
Se afoga a cerimônia da inocência;
Hesitam os melhores, e os piores
Estão cheios de acesa intensidade.

Por certo é próximo um desvelamento;
Por certo é próxima a Segunda Vinda.
Segunda Vinda! Ah, mal o pronuncio,
E vasta imagem do Spiritus Mundi
Turva meu olho: algures, no deserto,
Uma forma de leão com rosto de homem ?
Olhar vazio e duro como o sol ?
As lentas coxas move, enquanto em volta
Pairam sombras de pássaros irados.
Desce a treva outra vez; mas sei agora
Que vinte séculos de um sono pétreo
Levou ao pesadelo um simples berço;
E, chegada a ocasião, que rude fera
Se arrasta até Belém para nascer?

Yeats



Lao Tse


Para alcançar o conhecimento acrescente coisas todos os dias.
Para alcançar a sabedoria remova coisas todos os dias.

e.g.2011



L * S T


last lest list lost lust

o.j.f. 2010



Frase


Para ter algo que nunca teve, é preciso fazer algo que nunca fez.

h.b.s. 2009



Files...Archives


A diferença entre file e archive reside numa idéia funcional e, consequentemente, temporal. File fica à mão, é o que está em desenvolvimento. Archive é o que não está em uso, mas que eventualmente pode ser necessário ... no incerto futuro. Os archives ficam, ou deveriam ficar, protegidos numa sala climatizada a prova de fogo... até hoje ... não vi nenhum archive que realmente funcionasse, tudo que ví, de uma forma ou de outra, nada mais é que um profundo jogo semântico no qual " segurança = redundância " e, a partir de então, ... espalhamos vários files pelo mundo... :)

f.a.n. 2009



Verdade


Estatística ou estilística? Na www a verdade virou um caso de moda.

f.a.n. 2009



Saudade


"A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar" Ruben Alves.

f.a.n. 2009



No caminho com Maiakovski


Na primeira noite, eles se aproximam e colhem uma flor de nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem, pisam as flores, matam nosso cão.
E não dizemos nada.
Até que um dia, o mais frágil deles, entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua, e,
conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta.
E porque não dissemos nada, já não podemos dizer nada.

p.c.f.2009



Conhecimento


O importante não é o quanto se conhece, mas aquilo que se faz com o que se conhece.

m.p.d.2009



Minha pátria é a infância. Por isso vivo no exílio (Cacaso).


Como essa ai encima, tantas frases me passavam despercebidas e só agora ganham relevo. As minhas certezas mudaram, bem como, as minhas responsabilidades, sobretudo, com os que estão vindo por ai!

r.d.d. 2009



Existência


If you need googol to exist, then you can`t see the live.

j.p.p. 2008



...o caminho se faz caminhando!


Como é possível que nós, no processo de fazer o caminho,
estejamos conscientes sobre nosso próprio processo de fazer o caminho,
e possamos deixá-lo claro a quem nos vai ler.
[...] para começar, é preciso começar

Paulo Freire



"Mais uma vitória como essa e eu estou perdido!"


Nem me lembro mais a primeira vez que ouvi essa frase,
ela ecoava pelos auditórios do Largo São Francisco.
Agora eu vivo num deserto, que meu amado Direito ajudou a produzir!
Até há pouco achava que produziria paz e agora vejo as seqüelas em meus filhos,
meros troféus duma pirríca vitória.
Como dói tirar a venda,
como dói saber que ela continua cega no campo de batalha!

p.c.f. 2008



Caminho


Caminante, son tus huellas el camino y nada más; 
Caminante, no hay camino, se hace camino al andar. 
Al andar se hace el camino,
y al volver la vista atrás se ve la senda 
que nunca se ha de volver a pisar. 
Caminante no hay camino 
sino estelas en la mar. 
Machado, Antonio. Poesías completas. Madri: Calpe 1973 ?Proverbios y cantares?

Ditos


Existem muitos ditos populares que, 
por serem tão aparentemente verdadeiros e bonitos, 
acabam por obscurecer a real possibilidade de se refletir
para além das aparências, da situação posta. 
n.m.s. 2008

Poeminha do Contra 


Todos esses que aí estão 
Atravancando meu caminho, 
Eles passarão... 
Eu passarinho!
Mário Quintana (quando rejeitado para entrar para a Academia Brasileira de Letras) Vamos passarinhar!
p.n.s.a. 2008

Conflitode gerações -

dos porões da net!
Para falar sobre a eterna repetição dos problemas nos conflitos entre as gerações, um médico inglês começou sua conferência citando quatro frases:
 
1) "Nossa juventude adora o luxo, é mal-educada, caçoa da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem a seus pais e são simplesmente maus."
 
2) "Não tenho mais nenhuma esperança no futuro do nosso país se a juventude de hoje tomar o poder amanhã, porque essa juventude é insuportável, desenfreada, simplesmente horrível.
 
3) "Nosso mundo atingiu seu ponto crítico. Os filhos não ouvem mais seus pais. O fim do mundo não pode estar muito longe."
 
4) "Essa juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens são malfeitores e preguiçosos. Eles jamais serão como a juventude de antigamente. A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura."
 
Após ter lido as quatro citações, conversou um pouco com a platéia e comentou o quão satisfeito estava com a concordância de todos. Então, revelou a origem delas:

1) A primeira é de Sócrates aprox. 420 a.C .,
2) A segunda é de Hesíodo, 720 a.C.,
3) A terceira é de um sacerdote aprox. do ano 2000 a.C. e
4) A quarta estava escrita em um vaso de argila descoberto nas ruínas da Babilônia (Atual Bagdá) e tem mais de 4000 anos.

b.h.n. 2007



altares I


quantos silêncios gritam os perplexos
quantas batidas solidificam as solidões
quantos tempos liquefazem os vidros
quantas rolagens aliteram os sisifistas
quantos lapsos torpem as heroínas

saber-sabor


Era uma vez uma muito bela, inteligente e corajosa formiguinha que saiu numa caminhada em busca de seu grande amor que estava num reino muito, muito distante. Um amor que ainda não era amor era paixão, mas ela não sabia. E, movida por aquilo que todos mais a admiravam e a invejavam, a coragem de se lançar e de fazer coisas impossíveis, como ajudar as formiguinhas indefesas, lutar contra agressores e vilões, e, também, coisas legais como reunir os amigos nas aventuras mais inesperadas e que sempre tinha um tempinho para uma conversa com o saber e o sabor de um bom funghi com vinho. Lá se foi ela...

Nesta terra distante, longe da segurança de seu formigueiro, ela se viu indefesa e desamparada, pois não sabia como agir e como fazer aquilo que mais sabia fazer: ajudar os outros. Em seu formigueiro natal mesmo ela não tendo nada, o seu jeito amistoso tinha multiplicado suas riquezas, contava com mais de mil palácios e mais de mil cantinhos, mas ela não sabia. De fato, em todos os cantinhos do seu reino ela era bem-vinda e eles eram como se fossem seus. Agora ela só tinha um cantinho, meia cama, mas sua grande vontade de ajudar os outros continuava. Ela até ajudou um aqui e outro acolá, mas as formigas deste lugar eram muito estranhas e logo se escondiam. Ali não tinham somente formigas estranhas, havia muitas outras coisas esquisitas como os torrões de açúcar, que não tinha no reino dela, onde só cultivavam funghis. Os torrões são objetos mágicos que exercem uma inebriante atração, sabor adocicado e de tão abundantes ficavam fáceis de pegar e carregar. As formigas dali usavam estes torrões para tudo, comer, vestir, morar, limpar, ter passear... suas vidas eram esses torrões.
 
A nossa heroína pegou sua coragem, enxugou as lágrimas e foi à luta. Passou a pensar que tudo que vivera estivesse errado e que a verdadeira vida seria aquela, se juntou as demais formiguinhas e passou a coletar torrões, muitos torrões. Em pouco tempo, a nossa heroína entorpecida pelos torrões, se esqueceu de seus mil cantinhos e passava o dia a ajudar o seu grande amor a construir um barco, pois ele queria conhecer todos os outros reinos. Na verdade o sonho do barco, de conhecer outros reinos distantes e de viver uma outra vida, não era só dele e agora dela, era um sonho de muitas outras formiguinhas deste reino, pois elas queriam conhecer tudo sem conhecer nada, ter uma outra vida sem ter um verdadeiro contato com nada, como um viver sem-viver, pois estavam sempre longe e perto. Das coisas estranhas longe-perto é talvez a coisa estranha mais estranha destas formiguinhas, elas querem ir para reinos distantes para ficar perto das outras formiguinhas, mas se mantêm longe da verdadeira vida: longe-perto das dificuldades, longe-perto da intimidade, longe-perto da possibilidade de verdadeiramente ajudar e até longe-perto dos torrões de açúcar. Quando ficavam muito preocupadas com algum outro reino não iam lá saber o que precisavam e logo tratavam de enviar alguns torrões de açúcar. Enfim, todas as formiguinhas deste paradisíaco reino açucarado sonhavam em um dia ter um dia um verdadeiro-superficial relacionamento com a vida.

Aos poucos ela foi notando que seu companheiro a queria por perto somente para suportar as dificuldades e solidão deste jeito longe-perto e ele não conseguia ver o quanto de amparo sua forte formiguinha precisava. Pela primeira vez em sua vida a nossa heroína viu o quão frágil era, se sentia só, sem saber como agir. Queria um abraço, mas as formiguinhas de lá só sabiam apertar as mãos, ela queria chorar, mas as formiguinhas de lá ficavam preocupadas que as lágrimas dissolvem os torrões de açúcar. E, assim o tempo foi passando e os dois de tão ocupados carregando açúcar, não sabiam mais olhar um para o outro. Nossa corajosa formiguinha descobriu neste mundo tão, tão distante e completamente diferente, que o amor é uma difícil construção e a paixão é como uma cola que ajuda a unir as lascas e trincas do relacionamento. A cola esvaziou e as trincas aumentaram... A nossa heroína sem saber o que fazer decidiu fazer o que todos por ali faziam, ficar longe-perto de sua grande paixão. Afinal ela ainda estava maravilhada por este reino e entorpecida pela facilidade de pegar os torrões. Algumas vezes seu espírito de coragem e luta se manifestava e a impelia para uma salutar procura por um outro sabor. Nos dias que ela ficava convicta que não poderia haver somente torrões neste maravilhoso reino, ela reunia forças suficientes para procurar por algo mais parecido com sua terra natal. Outros dias ela simplesmente justificava sua permanência, uma vez que já estava tão longe e em terras desconhecidas...

Ela continuou procurando, procurando, procurando... o tempo foi passando, até que ela percebeu não saber mais o que estava procurando. Estava viciada com a facilidade de pegar os torrões e com medo de voltar para seu antigo reino, para o cultivo dos funghis. Em pouco tempo apareceram os que se aproveitar de seus torrões e, também, de sua coragem e se ofereceram para casar com ela. Diziam, se nos casarmos você poderá ficar aqui como uma de nós e assim coletar mais torrões e mais torrões, depois nos separamos e você poderá ir para bem longe e conhecer outros sabores. Nossa heroína que em seu reino achava mil soluções para todos, acabou achando o que diziam para ela era a única saída, mas quando ouvia essas ofertas de casamento, lá no fundinho, ela não pensava só nos torrões, queria um formigo que lhe fizesse feliz novamente. Talvez por estar entorpecida pelas facilidades dos torrões ou talvez por estar tão só... não importa pela primeira vez em sua vida ela quis algo do jeito fácil e usou seus torrões para comprar o que julgava ter perdido de mais valioso: "a sua velha vida". Com o primeiro não deu certo, pois ele só queria a coragem dela, com o segundo também não deu certo, pois só queria conhecer longe-perto o reino de onde ela veio e assim foram passando vários formigos, gastou muitos torrões e não encontrou um que realmente lhe desse o que procurava. Talvez até por ela não saber o que procurava. Algo os assustava talvez seu jeito expansivo e corajoso ou seria sua vontade de achar outras coisas que torrões de açúcar, enfim... ela estava novamente só! 

Para ela esta era a situação mais estranha de sua vida, até que começou a pensar: como a união com um formigo desconhecido poderá mudar a minha relação com as outras formigas? Será que tem uma mágica que após o casamento elas irão mudar? Ou será eu que irei mudar? Será que é bom ser uma delas? E, este reino será que... Diante de tantas recusas e questionamentos algo mudou, ela só conseguia sonhar com seu antigo reino e o sonho virava pesadelo, o reino ficava inundado por torrões de açúcar, ela acordava assustada! 
Mas ela ainda queria achar algo...
Algo fizesse sentido ter ido tão longe...
De tão preocupada em procurar, achar, carregar, de estar longe, de estar perto, de ser em estar, de estar sem ser, que nossa heroína não sabia mais o que fazer. Nesta impossibilidade de discernir outros sabores, voltava a sonhar com seus mil aconchegantes cantinhos. Sonhava com uma época que tinha tudo sem ter nada, com seu reino de outrora, que só lá vivendo podia se saber de como no final do dia, o cansaço de ter cultivado os funghis os tornam mais saborosos, mesmo que só se tivesse uma gotinha de vinho para acompanhar.
Muito tempo se passou e num belo dia a formiguinha encontrou um formigo que lhe agradou. Algo mudou, pois ela estava novamente encantada, algo que já tinha sentido há muito e muito tempo atrás. Era um formigo diferente que lhe dedicava muita atenção. A princípio a formiguinha ficou espantada com tudo que estava lhe acontecendo, mas depois ela notou que algo esta diferente com ela. Num dia em que ela prestava menos atenção aos torrões de açúcar a formiguinha disse para si mesma: "não importa onde eu esteja, não importa o quão diferente seja este reino do meu reino, eu posso viver aqui ou acolá, mas eu tenho que viver em paz comigo mesma, eu tenho de me encontrar, pois a vida é mais que torrões de açúcar". E, parece que nossa heroína achou o mais valioso dos torrões... ela acha que achou a si mesma!

b.s.e. 2007



Lamp e Work


Wee spend our mid-day sweat, or mid-night oyle;
Wee tyre the night in thought; the day in toyle.

Francis Quarles in Emblemes, 1635



Sinos


"...a morte de qualquer homem me diminui, porque faço parte integrante da humanidade; portanto, nunca pergunto por quem dobram os sinos; dobram por mim."

John Donne



Vagando


"...Vou ao morro e vejo pessoas vivendo, comprando e cheirando. Vou ao shopping e vejo cheirosas pessoas vivendo, comprando e cheirando. Alguns buscam objetos e outros meditação, todos querem expressar o seu verdadeiro eu. Vamos branquinhos cheirosos, vamos meditar. Inspire, expire, inspire, expire... sempre pela barriga... não muito fundo... tem muito pó no ar! Objetos ou meditação espaços e tempos que se transfiguram em formas e buscas. E, no final o que restará? Será que só despindo o que achamos ser o nosso eu, é que nos tornarmos indivíduos! O caminho da individuação passa pelo desprendimento de todas estas coisas que achamos que são importantes? Será que depois, tudo que existe só será pensamento, idéias tolas que simplesmente passaram! Então essa tal de estratégia de fuga começa a parecer só mais uma em meio a tantas, só que, ao fugirmos demonstramos o quão sujeitados somos. Não, não... não quero ser um fujão. E, como não fugir?..."

Apatheia, 2000



Estado Cartorial


Expressão cunhada e conceito desenvolvido por Hélio Jaguaribe em seu trabalho "Política ideológica e política de clientela", publicado no Jornal do Comércio de 14/5/1950 e em Digesto Econômico, São Paulo, 6 (68): 41-62, julho.
Por Estado cartorial se entende, basicamente, um Estado caracterizado pelo fato de que as funções públicas, embora se apresentando como atividades orientadas para a prestação de determinados serviços à coletividade, ou seja, determinados "serviços públicos" são, na verdade, utilizadas, se não mesmo concebidas, para assegurar empregos e vantagens específicas a determinadas pessoas e grupos. O Estado cartorial é o resultado típico da "política de clientela" quando esta atinge amplas proporções e permeia o Estado em seu conjunto.
Ao Estado cartorial se opõe o Estado funcional, cujas atividades se acham efetivamente orientadas para o exercício de funções públicas, buscando, segundo princípios racionais e critérios de eficiência, assegurar da melhor forma, de acordo com o regime social vigente, o atendimento das necessidades coletivas e a manutenção do próprio Estado.
O termo Estado cartorial foi empregado por derivação da instituição judiciária dos cartórios e das atividades por estes exercidas no Brasil desde a Colônia e nos demais países de tradição luso-hispânica. O cartório é concebido, formalmente, como uma atividade auxiliar do sistema judiciário, destinada a assegurar a guarda e a boa tramitação de processos e respectiva documentação, a verificação de determinadas verdades factuais, como a autenticidade de assinaturas, e a prática de providências semelhantes. Na verdade, entretanto, ele constitui uma imposição, de baixa ou nula utilidade funcional, freqüentemente, inclusive, constituindo um inútil ônus adicional sobre as transações correntes, destinada, efetivamente, a assegurar proveitos prebendatários ao respectivo titular.
Hélio Jaguaribe

As duas tragédias da vida


Oscar Wilde: Lady Windermere's Fan - act 3
CECIL GRAHAM. A married woman, then! Well, there's nothing in the world
like the devotion of a married woman.
It's a thing no married man knows anything about.
LORD DARLINGTON. Oh! she doesn't love me. She is a good woman.
She is the only good woman I have ever met in my life.
CECIL GRAHAM. The only good woman you have ever met in your life?
LORD DARLINGTON. Yes!
CECIL GRAHAM. [Lighting a cigarette.] Well, you are a lucky fellow!
Why, I have met hundreds of good women.
I never seem to meet any but good women.
The world is perfectly packed with good women.
To know them is a middle-class education.
LORD DARLINGTON. This woman has purity and innocence.
She has everything we men have lost.
CECIL GRAHAM. My dear fellow, what on earth should we men
do going about with purity and innocence?
A carefully thought-out buttonhole is much more effective.
DUMBY. She doesn't really love you then?
LORD DARLINGTON. No, she does not!
DUMBY. I congratulate you, my dear fellow.
In this world there are only two tragedies.
One is not getting what one wants, and the other is getting it.
The last is much the worst; the last is a real tragedy!
But I am interested to hear she does not love you.
How long could you love a woman who didn't love you, Cecil?
CECIL GRAHAM. A woman who didn't love me? Oh, all my life!
DUMBY. So could I. But it's so difficult to meet one.
LORD DARLINGTON. How can you be so conceited, DUMBY?
DUMBY. I didn't say it as a matter of conceit.
I said it as a matter of regret. I have been wildly, madly adored.
I am sorry I have. It has been an immense nuisance.
I should like to be allowed a little time to myself now and then.

posteriormente Bernard Shaw utilizou a frase:
"There are two tragedies in life.
One is to lose your heart's desire.
The other is to gain it."

Pünktchen un Anton


"Sie haben nicht genug Brot?
Dann sollen sie doch Kuchen essen!"
"Marie Antoinette" Erich Kaestner, 1931

Wen es interessiert...
Marie Antoinette hat niemals gesagt
"Sollen sie (die hungernde Bevölkerung von Frankreich)
doch Kuchen essen (wenn sie nicht genug Brot haben)!"

Dieser Spruch war schon lange in Umlauf, bevor sie nach Frankreich kam.
Er wurde mehreren ausländischen Königinnen - nicht nur Marie-Antoinette -
in den Mund gelegt und ist vor allem ein Ausdruck von Fremdenfeindlichkeit.

Nadine





psicologia psicologa e psicoterapia
Psicologia

título:
Espaço (im)Paciente - textos, frases e idéias
autor:
url:
modif.:
19 January 2017
resumo:
Frases e idéias enviadas por pacientes, um pequeno mural.
ajuda   |   busca no site   |   contato   |   termos de uso   |   imprensa   |   usuários   |   home
Florianópolis - Santa Catarina - Consultório (48)  3025 5699